sexta-feira, 19 de setembro de 2008

GUARDAS MUNICIPAIS EM FOCO (PARTE 1)

Para moradores das metrópoles e das grandes cidades, o medo da violência e do crime tornou-se epidêmico. Diversas pesquisas realizadas nos últimos anos dão conta da dimensão crescente da sensação de insegurança no país. Uma dessas pesquisas que ouviu 1500 pessoas no Brasil, com idades entre 18 e 60 anos, moradores das regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife e Fortaleza, mostram que cerca de 79% dos brasileiros se sentem extremamente ou muito preocupados com a segurança pública. 33% dos entrevistados disseram-se extremamente preocupados com o risco de que ocorra uma grave epidemia de violência e criminalidade no país, enquanto outros 37% afirmaram temer muito que isso aconteça. A solução encontrada por muitos Municípios para tentar amenizar o problema de segurança foi à criação das Guardas Municipais. Com uma legislação ainda deficiente em relação às atribuições destas instituições os municípios criam sua Guardas e as utilizam da forma que bem lhe convierem. As Guardas mais antigas do país são as do Estado de São Paulo, que foram criadas antes da constituição de 1988. Naquele estado, essas organizações atuam no policiamento ostensivo, no patrulhamento em escolas e órgãos públicos. Na verdade muitas delas fazem quase todo trabalho da Polícia Militar, ficando somente uma pequena representação policial no município. Já outros municípios no país utilizam as Guardas única e exclusivamente no trânsito já que esse é de sua inteira responsabilidade.

GUARDAS MUNICIPAIS EM FOCO( PARTE 2 )

Palestra em Faculdade de Belo Horizonte reúne estudiosos da Segurança Pública

Um exemplo de Guarda Municipal bem sucedida é a de Belo Horizonte, referência em todo o país, apoiando a Polícia Militar nas ocorrências em próprios públicos e atuando na orientação no trânsito, está instituição vem recebendo apoio de toda a sociedade. Pesquisa realizada mostra que a população belorizontina aprova com mais de 80 % a criação da instituição. No momento a Guarda Municipal conta com um efetivo de 2.152 profissionais espalhados por toda a capital mineira, aumentando assim a sensação de segurança. O Soldador Mauricio de Assis Bento, 25 anos, circula pelas ruas da cidade e acredita que a Guarda Municipal veio para ficar “Acho que a Guarda é uma ótima criação, nossas praças parques e ruas estão mais seguras, infelizmente a necessidade de segurança é maior, por isso, precisamos de mais proteção”, disse.

Estudiosos defendem que a Guarda seja uma polícia mais próxima da população, armada ou não, e com credibilidade já que muitas de nossas instituições de segurança já se desgastaram com o tempo. Um debate realizado nesta ultima quinta – feira, na faculdade Estácio de Sá, Belo Horizonte, reuniu representantes da Polícia Mineira, Guarda Municipal, Jornalistas, Sociólogos, Prefeituras e da Coordenação do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci). O tema principal da palestra foi mídia e segurança pública, como as instituições policiais e os veículos de imprensa devem estar mais próximos, estavam presentes os Jornalistas da rádio Itatiaia Eduardo Costa e Camila Dias, está ultima representando a Guarda Municipal de Belo Horizonte, o Coronel PM Severo Gomes entre outros, ao final do debate os palestrantes foram indagados a respeito das Guardas Municipais.

O Coordenador do Pronasci, Jorge Luis de quadros, afirmou que serão promovidas ações de educação qualificada e continuada para as Guardas Municipais, cursos, seminários e oficinas de capacitação serão metas a cumprir. Além disso, investimentos em equipamentos que auxiliem no trabalho dos GM’s serão feitos. O sociólogo Luiz Flávio Sapori, afirmou a satisfação de ver a Guarda Municipal nas ruas “È muito bom ver a Guarda Municipal em nossa cidade acho até que ela deve ser armada”, disse.
O Coronel Severo Augusto, tambem falou sobre a Guarda Municipal.
Veja Abaixo:

video

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

NÃO PODE VIRAR MODA

GUARDA MUNICIPAL VOLTA A SER ALVO DE AGRESSÕES EM BELO HORIZONTE

Nesta quinta-feira, mais um Guarda Municipal foi vítima de agressões em Belo Horizonte. Este é o segundo caso registrado em apenas dois dias. Desta vez o fato aconteceu em um posto de saúde do bairro Boa Vista, na região Leste da cidade.

Segundo o guarda, a confusão começou quando um dos pacientes se irritou com a demora por atendimento no posto. Após ser solicitado que o homem se retirasse do local, ele teria invadido a cozinha do local e pegado uma faca para o agredir.

O suspeito negou que tenha pegado a faca. Segundo ele, foi o guarda quem iniciou as agressões. Ele contou que chegou a invadir a cozinha para pegar um objeto para se defender, mas foi detido antes que chegasse a encostar na faca.

Fonte: Portal UAI

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

REINICIADO PROJETO DE ESCOTISMO DA GUARDA MUNICIPAL













TESTES FORAM APLICADOS AOS FUTUROS CHEFES DE ESCOTEIROS

O Escotismo, fundado por Lorde Robert Stephenson Smyth Banden-Powell, em 1907, é um movimento mundial, educacional, voluntário, apolítico, sem fins lucrativos, criado com a proposta de desenvolver o jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseados na promessa e na lei escoteira, e pela prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, fazendo com que o jovem assuma seu próprio crescimento.

No âmbito federal, pelo Decreto-Lei 8.828/1946, reconhece-se a União dos Escoteiros do Brasil como instituição extra-escolar, como órgão máximo de escotismo brasileiro, que mediante acordo, realizará suas atividades em cooperação com o Ministério da Educação e Saúde. Já no âmbito Estadual, a Lei 13.690/2000, cria o Programa de Incentivo à Instrução e Educação Escoteira – Projeto Escotismo Escola, nas escolas públicas estaduais.

Em Belo Horizonte a Guarda Municipal já trabalha este projeto em vários parques, ajudando manter nossas crianças e jovens fora das ruas e dos problemas sociais. A instituição pretende com a chegada do novo efetivo ampliar o quadro, tanto que nesta semana aproximadamente 80 candidatos a chefes de escoteiros foram ao centro de ensino técnico da Polícia Militar, onde estão sendo aplicados testes para o preenchimento de 21 vagas. Segundo Adriano Bermudes responsável pela aplicação dos testes serão avaliados alguns pré-requisitos para seleção desses futuros chefes de escoteiros, “Os Guardas responderão alguns questionários e serão avaliados currículos”, disse. Ele afirmou ainda que os guardas que não forem escolhidos nesta etapa ficarão na reserva para uma próxima chamada.

GUARDAS MUNICIPAIS PARTICIPAM DE CURSO DE APERFEIÇOAMENTO











OPORTUNIDADE PARA SE APERFEIÇOAR E REVER OS AMIGOS

Com excelente aproveitamento, Guardas Municipais de Belo Horizonte iniciaram o curso de reciclagem, a amizade e o respeito ao próximo prevaleceram nas aulas de defesa pessoal, as primeiras turmas se mostrarão satisfeitas com a oportunidade de ganho de novos conhecimentos. A previsão é que todos os Guardas Municipais antigos passem pela reciclagem até o fim do ano. A apresentação dos GM's é na academia, no bairro Prado, onde são realizadas aulas de defesa pessoal e tambem no Centro de Ensino Técnico da PMMG, neste ultimo para aulas teóricas.

A Guarda Municipal oferece ainda, programa de reciclagem através do ensino de educação à distância (EAD), lá o agente encontra cursos como: Segurança Patrimonial e Combate a Incêndio, Aulas Interativas de Emprego de Arma de Fogo, Conhecimentos jurídicos e Legislação, Ética Cidadania e Direitos Humanos e legislação de trânsito.

È de fundamental importância para o sucesso do trabalho na área de segurança pública oferecer aos servidores oportunidade de reciclagem profissional. Além de proporcionar atualizações e aperfeiçoamento aos integrantes, os resultados desses treinamentos são constatamos no dia-a-dia com a eficiência e também com um relacionamento muito mais próximo junto às comunidades.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

MENOR APREENDIDO COM MACONHA E CRACK NA RODOVIÁRIA DE BH















MAIS DROGAS ESTÃO FORA DAS RUAS, COM O BELO TRABALHO DA GMBH E PMMG

Agentes da Guarda Municipal(GMBH) apreenderam na manhã desta terça-feira o adolescente E.C.S,17 anos, com cerca de 600 gramas de maconha prensada e 302 pedras de crack já embaladas e prontas para venda.O menor estava nas proximidades do jardim de flores do terminal rodoviário da capital e levantou a suspeita dos Guardas, pois andava de um lado a outro sem parar. O Inspetor Vasconcelos juntamente com os GM’s Marciano e Icler efetuaram a abordagem e para a surpresa dos mesmos a bolsa do suspeito estava lotada de drogas. Além das drogas foram encontrados com ele uma passagem para a cidade de Oliveira e aproximadamente cinqüenta reais em dinheiro. A suspeita é que a droga seria levada para a cidade do interior mineiro para ser distribuída em bocas de fumo.O terminal rodoviário de BH está sendo alvo dos traficantes e contrabandistas, prova disso é que recentemente a Guarda Municipal apreendeu cerca de mais de 4KG de pasta de cocaína e 21 mil maços de cigarros contrabandeados. A ocorrência foi encerrada pelo Tenente Moreira ( PMMG), na Delegacia de Orientação e Proteção a Criança e ao Adolescente ( DOPCAD).